Chungking Express de Wong Kar-Wai
Chong qing sen lin
1994 - Hong Kong - Data de estreia: 12-04-1996
Com: Brigitte Lin, Faye Wong, Takeshi Kaneshiro, Tony Leung Chiu Wai

O bar "Midnight Express" está aberto toda a noite e o seu gerente ouve pacientemente os desabafos de um polícia ao mesmo tempo que dá conselhos gastronómicos, pelo telefone, a outro. Faye trabalha no bar do tio como empregada de balcão e desenvolve uma paixão secreta por um polícia. CHUNGKING EXPRESS assenta sobretudo em imagens de uma das cidades mais cosmopolitas do planeta, onde as luzes nunca se apagam e o movimento é quase perpétuo. Imagens tranquilas de existências rotineiras numa cidade que desconhece a rotina e onde se vive em permanente frenesi. As pessoas passam, os lugares ficam, como disse Wong Kar-Wai. Se Visconti imortalizou Veneza e Scorsese Nova Iorque, Wong Kar-Wai é o poeta definitivo de Hong Kong. 

 “«Chungking Express», o último filme do realizador e guionista de Hong Kong Wong Kar-Wai, é uma obra prima de entusiasmo de filmagem e de invenção descontrolados. Ou, para ser preciso, metade disso é; a outra metade é meramente intoxicante e irresistível.” The Washington Post

[Chungking Express] é o interior de Hong Kong, mas com uma perspetiva cosmopolita semelhante – a cidade refractada através de uma óptica de fast food, glamour de Hollywood e o estilo inicial de filmagem da nova vaga (…) é o cinema urbano por excelência – uma história de multidões, caminhos cruzados, beijos roubados e de refeições takeaway que se arragam.” The Guardian 

O trabalho de câmara cambaleante, vertiginoso, é um dos cunhos do Chunking Express de Wong Kar-Wai, um filme de Hong Kong com um senso de estilo incansavelmente imprevisível.” New York Times

Este é o tipo de filme com o qual nos identificamos se amarmos o filme em si, ao invés de aspectos superficiais como a história e as estrelas.” Roger Ebert 

Biografia do realizador:

Wong Kar-Wai (17 de Julho de 1956, Shanghai) é um realizador da segunda vaga de Hong Kong conhecido internacionalmente como autor pelo seu estilo visual único, altamente estilizado, trabalho emocionalmente ressonante. Fico conhecido, em 1988, com Ao Sabor da Ambição, a sua primeira longa metragem. Da sua filmografia destacam-se ainda Days of Being Wild, um filme sobre a juventude da mítica Hong Kong dos anos 60, Chungking Express, o primeiro dos seus filmes a ser distribuído em grande escala a nível internacional, Anjos Caídos, que coloca Kar-Wai no panorama dos mais inovadores cineastas, Happy Together e In the Mood for Love, os dois premiados em Cannes. O cineasta de Hong Kong já viu a sua mestria reconhecida em várias ocasiões, com o Prémio de Melhor Realizador que recebeu em 1997 no Festival de Cannes ou a nomeação para Melhor Filme Estrangeiro nos BAFTA, em 2001. O seu mais recente filme é O Grande Mestre.

Info:

Género: Drama
Duração: 1h42
Classificação: M/12

Ficha Técnica:

Realização – Wong Kar-Wai
Argumento – Wong Kar-Wai
Direcção de fotografia – Christopher Doyle, Law Wai-Keung
Montagem – William Chang, Hai Kit-Wai, Kwong Chi-Leung
Música – Frankie Chan, Roel A. Garcia
Produção – Chan Yi-Kan, Jet Tone Production Co.