Dirty Difficult Dangerous – Sujo Difícil Perigoso

de Wissam Charaf

com Clara Couturet, Ziad Jallad, Rifaat Tarabey, Darina Al Joundi


  • Dirty Difficult Dangerous | 
  • 1h 23min | 
  • M/12 | 
  • 2023 | 
  • estreia 21.09.2023

sinopse

Na Beirute (Líbano) actual, Ahmed, um refugiado sírio, e Mehdia, uma trabalhadora doméstica imigrante etíope, vivem um amor impossível. Enquanto Mehdia se tenta  livrar dos seus patrões, Ahmed luta pela sobrevivência como sucateiro, afligido por uma doença misteriosa. Os dois amantes não têm futuro, mas também não têm nada a perder. Um dia, arriscam-se a deixar Beirute para trás numa tentativa esperançosa e desesperada de fugir enquanto a condição física de Ahmed piora, com o seu corpo a transformar-se, lenta mas seguramente, em metal.

  • 2023 | 
  • Drama, Fantasia, Romance | 
  • Longa-metragem | 
  • 1h 23min | 
  • M/12 | 
  • França, Itália, Líbano

estreia 21.09.2023

festivais e prémios

Festival de Veneza 2022: Giornate Degli Autori – Filme de Abertura; Prémio Europa Cinemas Label;

Festival Internacional de Cinema de Hamburgo 2022: Kaleidoskope – Prémio Da Crítica, Menção Honrosa;
Festival de Cinema Asiático de Hong Kong 2022 – Selecção Oficial

crítica e imprensa

  • Dirty, Dificult, Dangerous exerce uma espécie de comédia fria sobre a condição de emigrante, agindo como uma lupa sobre a jornada de provações e abusos que a caracteriza. [...] A candura do conto romântico inverte a retórica consternada do filme politicamente carregado, enquanto o humor assume a parte necessária de crueldade.

    • Cahiers du Cinéma (Mathieu Macheret)
  • Sob o olhar do cineasta, o Médio Oriente torna-se um terreno de jogo onde o caos do mundo e o onirismo se alimentam mutuamente.

    • Le Monde (Murielle Joudet)
  • O incrível é que, ao descrever um mundo atroz (guerra, exploração de imigrantes, tráfico de órgãos, uma imprensa internacional que busca o sensacionalismo da miséria…), Dirty Difficult Dangerous nunca reclama.

    • Les Inrockuptibles (Jean-Baptiste Morain)
  • [Uma] mistura admirável, em princípio tão enigmática, de leveza e gravidade, de sobriedade e excesso, sempre à beira das lágrimas e sobretudo do riso.

    • Libération (Luc Chessel)

ficha técnica

Clara Couturet, Ziad Jallad, Rifaat Tarabey, Darina Al Joundi


Realização Wissam Charaf
Argumento Wissam Charaf, Mariette Désert, Hala Dabaji
Director de Fotografia Martin Rit 
Montagem Clémence Diard 
Produtora Aurora Films 
Distribuição Leopardo Filmes