How Yukong Moved the Mountains: The Fishing Village + Impressions of a City

de Joris Ivens e Marceline Loridan-Ivens

  • Comment Yukong déplaça les montagnes | 
  • 1h37min + 53min | 
  • M/12 | 
  • 1976 | 
  • estreia 10.03.1976

sinopse

Monumento cinematográfico de 12 horas de duração, Yukong estreou em sala em 1976, dividido em quatro partes e 12 filmes, e conheceu um verdadeiro sucesso mundial, permitindo aos espectadores ocidentais a descoberta da China de Mao. Rodado em 1972/73 Yukong é uma verdadeira imersão no coração da China do fim da revolução cultural. É um documento precioso, um testemunho único, minucioso e inteligente da sociedade chinesa dos anos 70, como nenhum cineasta ocidental havia feito. A palavra aos realizadores: “O nosso desejo era modesto: mostrar como viviam os chineses, como trabalhavam, comiam, riam e pensavam”. Modesto e, no entanto, colossal.


Veremos dois filmes: Le Village de pêcheurs, rodado aldeia de Da Yu Dao, na província de Shantung, terra natal de Confúcio, onde pela primeira vez jovens raparigas se tornaram pescadoras no alto mar (como refere Marceline Loridan-Ivens, à época a China estava mais avançada quanto aos direitos das mulheres); e Impressions d’une ville – Shangai, uma viagem pela maior metrópole do mundo e o encontro com os seus habitantes. “Foi em Xangai que chegámos à fórmula do filme: múltiplos aspectos da China através de vários filmes.”

  • 1976 | 
  • Documentário | 
  • Longa-metragem | 
  • 1h37min + 53min | 
  • M/12 | 
  • França

estreia 10.03.1976

próximas datas