Ricardo e a Pintura

de Barbet Schroeder

  • Ricardo et la peinture | 
  • 1h 47min | 
  • M/12 | 
  • 2023 | 
  • estreia 09.05.2024

sinopse

Ricardo e a Pintura é o retrato íntimo e luminoso, traçado por Barbet Schroeder, do seu amigo Ricardo Cavallo, que consagrou toda a sua vida à pintura. De Buenos Aires à Finisterra, passando por Paris e pelo Peru, o filme convida-nos a mergulhar na história da pintura e dos grandes artistas, e a  descobrir a vida deste homem excepcional, que, totalmente comprometido com a sua paixão pela arte e com uma enorme generosidade, transmite esta paixão às crianças da aldeia bretã onde acabou por se radicar.

  • 2023 | 
  • Documentário | 
  • Longa-metragem | 
  • 1h 47min | 
  • M/12 | 
  • França

estreia 09.05.2024

festivais e prémios

Festival de Locarno 2023 – Leopardo de Honra

crítica e imprensa

  • “Um filme inesquecível, que transforma tudo.”

    • Claire Denis, realizadora
  • “Barbet Schroeder pinta o retrato do seu amigo, o pintor Ricardo Cavallo. Uma história de amizade. Um filme belo na sua simplicidade e um hino à arte.”

    • Les Inrockuptibles (Jean-Baptiste Morain)
  • “Este filme é, com toda a modéstia e inteligência perspicaz, uma aprazível viagem à história da pintura.”

    • Libération (Anne Diatkine)
  • “A amizade entre estes dois homens autoriza o cineasta a entrar em cena, e sentimos a sua felicidade — ele que conheceu todos os modos de produção, inclusive os do blockbuster de Hollywood — em sintonizar-se com este ofício, mas também o seu receio de perturbar demasiado as coisas.”

    • Cahiers du Cinéma (Marcos Uzal)
  • “O processo criativo e os seus mistérios revelados por um humilde e observador Barbet Schroeder que pinta o retrato do seu amigo, o pintor Ricardo Cavallo.”

    • Télérama (Samuel Douhaire)
  • “Este luminoso e generoso filme-retrato permite ao realizador de More e Barfly pintar o retrato de um artista, mas também de um “passador”, tão confortável em evocar a história da arte como em ensinar pintura a crianças no seu atelier na Bretanha.”

    • Bande à Part (François-Xavier Taboni)
  • “Não é necessário ser um grande connaisseur para compreender que este é um grande artista, humilde e de uma grande riqueza interior. Observamo-lo a pintar, observamo-lo a observar a pintura dos mestres — sobre a qual tudo o que diz é fulgurante. Tudo isso com humor, simplicidade, amizade. É, na verdade, um filme magnífico.”

    • Emmanuel Carrère, escritor e realizador

ficha técnica

Ricardo Cavallo, Barbet Schroeder, Pierre Astier, Philippe Pech de Laclause, Sascha Koshnevis Balkan, Appolinaire Le Vot


Fotografia: Victoria Clay
Produção: Lionel Baier, Régine Vial, Charles Gillibert
Distribuição: Leopardo Filmes

próximas datas