Estreias da semana | Marighella, Orphea, Prazer, Camaradas! e Estados Unidos vs. Billie Holiday

Mais uma semana de grandes estreias! A partir desta quinta-feira chegam-nos quatro filmes a não perder: Marighella, de Wagner Moura; Orphea, da dupla Alexander Kluge e Khavn; Prazer, Camaradas!, de José Filipe Costa; e Estados Unidos vs. Billie Holliday de Lee Daniels.

Adaptação do livro "Marighella - O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo" de Mário Magalhães, MARIGHELLA baseia-se nos últimos cinco anos de Carlos Marighella, ex-deputado, poeta e guerrilheiro brasileiro, que durante a ditadura militar liderou um dos maiores movimentos de resistência ao governo da época.


"É maoísta, trotskista ou leninista?" Carlos Marighella só tem uma resposta para esta questão de um jornalista francês: "Sou brasileiro". Depois do golpe de Estado que derrubou um governo legitimamente eleito em 1964 e pôs uma ditadura militar no poder, Marighella conduz à resistência armada um grupo de jovens homens e mulheres. Este filme acompanha a sua vida entre 1964 e a sua morte violenta, em Novembro de 1969. As suas tentativas para convencer a população da necessidade da insurreição esbarram contra a omnipotência do Estado opressor, que faz tudo ao seu alcance para marginalizar a resistência. O empenho de Marighella em lutar pela dignidade e pela justiça leva à violência e ao terror. Pouco tarda para que Marighella seja visto como o inimigo público nº 1. Um grupo de comandos chefiados por um brutal agente da polícia chamado Lúcio não pára de o perseguir.


O actor Bruno Gagliasso, que interpreta Lúcio, está em Portugal para acompanhar a estreia, em duas sessões especiais no Cinema Nimas.


Em ORPHEA, a dupla Alexander Kluge e Khavn transforma e reinventa o lendário mito grego de Orfeu e Eurídice numa versão contemporânea. Através de uma abordagem experimental, o filme altera o género do herói para que, desta vez, Orfeu seja uma mulher que desce ao mundo subterrâneo para salvar o seu amado. Ao ritmo da música rock, e passado nas favelas de Manila, o seu peso mitológico e a sua estética avant-garde são acompanhados do tratamento de questões relacionadas com a imigração e com a xenofobia.


Em PRAZER, CAMARADAS!, José Filipe Costa leva-nos de volta a 1975 – pós revolução 25 de Abril. Eduarda, João e Mick viajam da Europa do Norte para trabalhar nas cooperativas das herdades ocupadas em Portugal: conseguirão trazer a revolução sexual aos campos de Portugal? Prazer, Camaradas!, o novo filme de José Filipe Costa, é, como diz o realizador, a dramatização “das memórias de uma revolução que não foi apenas política, mas também sexual e de costumes”, confrontando as ideias e os comportamentos de estrangeiros e portugueses sobre a intimidade e a vivência da sexualidade.


No Cinema Nimas, em Lisboa, terão lugar três sessões especiais:
- Sexta-feira, 21 Maio, 17h45 / Projecção seguida de debate com Ana Margarida de Carvalho e José Filipe Costa
- Domingo, 23 Maio, 20h / Apresentação por Leonor Rosas
- Quarta-feira, 26 Maio, 20h15 / Projecção seguida de debate com Francisco Louçã e José Filipe Costa


Com argumento da premiada escritora afro-americana Suzan-Lori Parks, ESTADOS UNIDOS VS BILLIE HOLIDAY acompanha a icónica cantora de jazz (interpretada por uma magnética e visceral Andra Day) que, no auge da sua carreira, foi alvo de uma perseguição implacável pelas autoridades americanas, na tentativa de a impedirem de cantar a comovente balada de protesto “Strange Fruit”, evocação dos linchamentos de negros no sul, e que se tornaria um hino dos movimentos pelos direitos humanos até aos dias de hoje.