MAL VIVER / VIVER MAL, de João Canijo, em estreia nacional hoje, 11 de Maio

MAL VIVER / VIVER MAL, o díptico com que João Canijo triunfou em Berlim, tem estreia nacional hoje, 11 de Maio, com Sessões Especiais marcadas para o cinema Medeia Nimas às 18h30 e 21h30 respectivamente.

É hoje, 11 de Maio, a estreia nacional do díptico cinematográfico MAL VIVER / VIVER MAL, com que João Canijo arrancou o segundo maior galardão da Berlinale – o Urso de Prata – e conseguiu aguçar a visibilidade internacional do cinema português. 


Revestido num estilo cinematográfico que evoca Bergman e Rivette, MAL VIVER o primeiro tomo do díptico que João Canijo levou ao festival de Berlim saiu recompensado com o Urso de Prata. Uma narrativa hermeticamente confinada ao espaço de um hotel no norte de Portugal, gerido por duas gerações de mulheres da mesma família – interpretadas por habituais colaboradoras do cineasta que, como é seu método, participaram na construção do argumento. Conflitos antigos amargam o presente e impedem mães de amarem as filhas, e de as criar para o amor. Aqui o elenco reúne Anabela Moreira, Rita Blanco, Madalena Almeida, Cleia Almeida e Vera Barreto.


Em VIVER MAL, o título anuncia o conceito: trata-se do reverso da medalha de MAL VIVER, o outro lado do espelho desse primeiro e galardoado tomo que triunfou em Berlim, numa lógica de campo – contra-campo que surpreendeu o público e a crítica pela capacidade de integrar perspectivas múltiplas e acomodar a cornucópia da emotividade humana no cinema de Canijo. Em três segmentos, ecoantes das peças de Strindberg, seguimos os hóspedes do mesmo hotel – um elenco sonante que inclui Nuno Lopes, Leonor Silveira, Filipa Areosa, Rafael Morais, Lia Carvalho, Beatriz Batarda, Carolina Amaral e Leonor Vasconcelos–, enredados em antagonismos doentios que reflectem os das mulheres que ali os albergam. Teve estreia também em Berlim, na secção Encounters.


Leonor Teles trouxe brilho a este díptico na direcção de fotografia, voltando aos triunfos na capital alemã.


A Medeia Filmes orgulha-se de exibir na sua sala o díptico MAL VIVER / VIVER MAL, que integra duas das obras mais relevantes do cinema português dos últimos tempos, com Sessões Especiais marcadas para o Cinema Medeia Nimas no dia 15 de Maio, às 18h30 e 21h30 respectivamente.


Filme relacionado: