OXALÁ, de António-Pedro Vasconcelos | 40 ANOS DEPOIS DA ESTREIA

Celebrando os 40 anos da estreia, o Cinema Nimas exibirá OXALÁ, de António-Pedro Vasconcelos, numa nova cópia digitalmente restaurada, em 4K, numa sessão especial, no dia 16 de Setembro, às 21h, que juntará o realizador e o produtor, Paulo Branco.

Há 40 anos, OXALÁ, de António-Pedro Vasconcelos, o primeiro filme produzido por Paulo Branco, estreava no Festival de Veneza, na Selecção Oficial, com um enorme sucesso. Recebeu os maiores elogios da crítica internacional, nomeadamente do reputado Giovanni Grazzini, do Corriere della Sera, que escreveu: «Oxalá é de facto o melhor que nos chegou de Lisboa nos últimos anos e talvez o ponto de partida para um cinema português».


Também por cá Vicente Jorge Silva, no Expresso, Eduardo Prado Coelho ou Manuel S. Fonseca, entre outros, escreveram sobre a enorme importância do filme para o cinema português.


Estreou-se por cá, a 8 de Maio de 1981, no Cinema Nimas, em Lisboa, onde regressa agora. Foi também um grande sucesso de público.


Celebrando os 40 anos da estreia, o Cinema Nimas exibirá o filme, numa nova cópia digitalmente restaurada, em 4K, numa sessão especial, no dia 16 de Setembro, às 21h.


A projecção será seguida de uma conversa com António-Pedro Vasconcelos e Paulo Branco.


CÓPIA DIGITAL RESTAURADA – 4K

Filme relacionado: