Azor — Nem Uma Palavra

de Andreas Fontana

com Fabrizio Rongione, Stéphanie Cléau, Carmen Iriondo

  • Azor | 
  • 1h 40min | 
  • M/12 | 
  • 2021 | 
  • estreia 21.04.2022

sinopse

Argentina, 1980. O banqueiro suíço Yvan de Wiel chega de Genebra com a mulher, Ines, após o desaparecimento súbito e sem deixar rasto do seu sócio. Thriller político sobre as relações perigosas da banca internacional com a ditadura militar argentina, Azor (que na gíria bancária quer dizer “tem cuidado com o que dizes”) é um filme em permanente suspense sobre os anos de chumbo daquele país. Num clima sufocante (a fazer-nos lembrar o cinema de Lucrecia Martel), onde se desconfia de cada gesto e de cada sorriso, onde a traição e a denúncia espreitam atrás de cada porta, ao virar de cada esquina.

  • 2021 | 
  • Drama | 
  • Longa-metragem | 
  • 1h 40min | 
  • M/12 | 
  • Suíça, França, Argentina | Francês, Espanhol, Inglês

estreia 21.04.2022

festivais e prémios

Festival de Berlim – Encounters

Festival de San Sebastian – Horizontes Latinos