Evil Does Not Exist – O Mal não Está Aqui

de Ryūsuke Hamaguchi

com Hitoshi Omika, Ryo Nishikawa, Ryuji Kosaka, Ayaka Shibutani

  • Aku wa sonzai shinai | 
  • 1h 46min | 
  • M/12 | 
  • 2023 | 
  • estreia 28.03.2024

sinopse

Takumi e a sua filha Hana vivem numa aldeia perto de Tóquio de forma modesta e em harmonia com os ciclos da natureza. Mas um projecto de construção de um parque de glamping – campismo de luxo – ameaça desestabilizar a comunidade, interferindo no abastecimento de água e desequilibrando profundamente a vida de quem aí habita. Uma alegoria sobre o preço que pagamos por desrespeitar a natureza, O Mal não Está Aqui transmite uma mensagem familiar, mas cujo impacto é aqui tremendo. À linguagem visual arrebatadora do cineasta associa-se a banda sonora irresistivelmente bela de Eiko Ishibashi, que trabalhara com Hamaguchi no oscarizado Drive My Car, num filme que foi recebido com uma ovação em pé de oito minutos no Festival de Veneza, e que valeu a Hamaguchi o Grande Prémio do Júri, ao que se seguiram outros prémios em vários festivais, o que faz dele uma das estreias mais aguardadas do ano.

  • 2023 | 
  • Drama | 
  • Longa-metragem | 
  • 1h 46min | 
  • M/12 | 
  • Japão

estreia 28.03.2024

festivais e prémios

Festival de Veneza 2023 – Grande Prémio do Júri e Prémio FIPRESCI
BFI 2023 – London Film Festival – Melhor Filme
Asia Pacific Screen Awards – Grande Prémio do Júri
TIFF – Festival Internacional de Cinema de Toronto – Selecção Oficial
LEFFEST 2023 – Selecção Oficial, Fora de Competição

crítica e imprensa

  • "A eco-parábola enigmática de Ryusuke Hamaguchi [é] um filme realista que oscila à beira do desconcertante, cujo título aponta o caminho para uma ideia de que existem áreas cinzentas em todos os julgamentos que fazemos."

    • The Guardian (Peter Bradshaw)
  • "Um filme absorvente."

    • Screen Daily (Lee Marshall)
  • "O Mal não Está Aqui aborda de forma contemplativa um drama ecológico, como só Ryusuke Hamaguchi seria capaz de fazer."

    • Collider (Ross Bonaime)
  • "(…) uma comovente parábola ecológica cheia de narrativas com pistas falsas e pequenas fintas. Precisamente quando pensamos que estamos a ir numa direcção, a história foge para outro lugar, como um veado na floresta."

    • Time Out (Phil de Semlyen)
    • Cahiers du Cinéma
    • Libération
    • Le Monde
    • Première
    • Transfuge
    • Elle
    • Franceinfo Culture
    • L'Obs
    • Indiewire
    • The Playlist
    • Slant Magazine

biografia do realizador

Ryūsuke Hamaguchi é o mais prestigiado realizador e argumentista japonês a emergir nos últimos anos, célebre pelo seu realismo despojado que retrata de forma meticulosa o tumulto dos sentimentos. Nascido em 1978, estudou Estética e Cinema em Tóquio, tendo conquistado a atenção do seu país natal com o seu filme de fim de curso, Passion (2008). A sua obra retrata a estranheza e a intimidade das relações humanas, explorando frequentemente o tema da solidão. Em 2021, Hamaguchi venceu o Grande Prémio do Júri no Festival de Berlim pelo seu Wheel of Fortune and Fantasy (2021) e, no mesmo ano, Drive My Car (2021) foi aclamado como um dos melhores filmes da década, tendo conquistado inúmeros prémios desde a sua estreia em Cannes, incluindo o Prémio de Melhor Argumento nesse festival e o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. Nesse mesmo ano, o LEFFEST organizou uma retrospectiva dedicada à obra do cineasta. Em 2023, Hamaguchi voltou a conquistar o Grande Prémio do Júri em Veneza com o seu mais recente filme, Evil Does Not Exist.

ficha técnica

Hitoshi Omika, Ryo Nishikawa, Ryuji Kosaka, Ayaka Shibutani


Argumento: Ryûsuke Hamaguchi

Direcção de Fotografia: Yoshio Kitagawa

Produção: Satoshi Takata

Distribuição: Leopardo Filmes

próximas datas