O Começo

de Dea Kulumbegashvili

com Ia Sukhitashvili, Kakha Kintsurashvili

  • Beginning | 
  • 125 min | 
  • M/16 | 
  • 2020 | 
  • estreia 29.04.2021

sinopse

Yana vive com o seu marido, David, e com o seu filho, George, numa comunidade de Testemunhas de Jeová situada nas montanhas da Geórgia. Quando a comunidade é atacada por um grupo extremista, a família confronta-se com uma escolha entre o medo e o desejo de justiça. Ao mesmo tempo, Yana enfrenta uma crescente insatisfação com a vida no contexto patriarcal da comunidade religiosa. Com fotografia de Arseni Khachaturan e banda sonora original de Nicolás Jaar, Beginning é uma história de obediência e sacrifício pautada pelo isolamento, pela repressão e pelo silêncio. Grande vencedor do Festival de San Sebastián, o filme marca a auspiciosa estreia em longas-metragens da realizadora georgiana, Dea Kulumbegashvili.

  • 2020 | 
  • Drama | 
  • Longa-metragem | 
  • 125 min | 
  • M/16 | 
  • Geórgia, França

estreia 29.04.2021

festivais e prémios

Festival de San Sebastián – Concha de Ouro; Concha de Prata para Melhor Realização; Concha de Prata para Melhor Actriz (Ia Sukhitashvili); Prémio do Júri para Melhor Argumento

Toronto Film Festival – FIPRESCI Award

crítica e imprensa

  • Experiência hipnotizante.

    • INDIEWIRE
  • Um filme sobre o acto de ver – de testemunhar.

    • THE NEW YORK TIMES

biografia do realizador

Dea Kulumbegashvili é uma cineasta georgiana, nascida e criada na cordilheira do Cáucaso, um local isolado onde várias culturas e nacionalidades se misturam e que se tornou uma fonte de inspiração para o seu trabalho cinematográfico. Kulumbegashvili estudou Realização na Columbia University School of the Arts e Estudos dos Media na The New School em Nova Iorque. Em 2014, a sua primeira curta-metragem Invisible Spaces foi nomeada para a Palma de Ouro para Melhor Curta e, em 2016, a sua curta Léthé estreou no programa de curtas-metragens da Quinzena dos Realizadores em Cannes. A sua primeira longa-metragem, Beginning (2020), foi também seleccionada para a competição oficial do Festival de Cannes, onde acabou por não estrear devido à pandemia covid-19, tornando-se mais tarde a grande vencedora do Festival de Cinema de San Sebastián onde foi distinguida com a Concha de Ouro, a Concha de Prata para Melhor Realização e para Melhor Actriz (Ia Sukhitashvili) e o Prémio do Júri para Melhor Argumento.

ficha técnica

Ia Sukhitashvili

Kakha Kintsurashvili


Argumento: Déa Kulumbegashvili, Rati Oneli, Kakha Kintsurashvili

Director de Fotografia: Arseni Khachaturan

Produção: Carlos Reygadas

próximas datas

Lisboa
  1. 29.04.2021
    quinta-feira
    • 15:15
  1. 30.04.2021
    sexta-feira
    • 19:30
  1. 03.05.2021
    segunda-feira
    • 17:15
  1. 04.05.2021
    terça-feira
    • 10:30
  1. 05.05.2021
    quarta-feira
    • 14:30
  1. 07.05.2021
    sexta-feira
    • 10:30
  1. 11.05.2021
    terça-feira
    • 10:00