Simão do Deserto

de Luis Buñuel

com Claudio Brook, Enrique Álvarez Félix, Silvia Pinal, Hortensia Santoveña

  • Simon del Desierto | 
  • 43 min | 
  • M/12 | 
  • 1965 | 
  • estreia 11.06.2020

sinopse

Simão, o Estilita, aspira à santidade e vive numa coluna no deserto, passando os dias a rezar e a benzer os fiéis que o vêm ver. O Diabo, através das suas encarnações terrenas, usa diversos subterfúgios para o tentar, sem sucesso. Consegue, no entanto, fazê-lo abandonar a coluna e levá-lo para uma boîte nova-iorquina.

  • 1965 | 
  • Comédia, Drama | 
  • Longa-metragem | 
  • 43 min | 
  • M/12 | 
  • México

estreia 11.06.2020

festivais e prémios

Festival de Veneza - Prémio FIPRESCI, Prémio especial do júri

biografia do realizador

LUIS BUÑUEL (Calanda, Espanha, 1900 — Cidade do México, 1983), cineasta e escritor, foi considerado o primeiro a realizar um filme inteiramente surrealista, escrito e realizado em conjunto com o pintor Salvador Dalí, e que seria o seu primeiro filme, UN CHIEN ANDALOU (1929). UN CHIEN ANDALOU só seria possível devido a dinheiro emprestado pela sua mãe. Mas antes de experimentar o trabalho de realização, já tinha pisado os terrenos do cinema quando, no início dos anos 20, trabalha em Paris como assistente do realizador Jean Epstein. Segundo Octavio Paz, o trabalho de Buñuel é “o casamento entre a imagem fílmica e a imagem poética, criando uma nova realidade… escandalosa e subversiva”.

ficha técnica

Claudio Brook
Enrique Álvarez Félix
Silvia Pinal
Hortensia Santoveña
Luis Aceves Castañeda
Enrique García Álvarez


Realização: Luis Buñuel
Argumento: Luis Buñuel e Julio Alejandro, baseado numa ideia de Luis Buñuel
Direcção de Fotografia: Gabriel Figueroa
Décors: Jesús Bracho
Música: Raúl Lavista (Hino dos Peregrinos) e os tambores de Calanda
Som: James L. Fields
Montagem: Carlos Savage e Luis Buñuel
Produtor: Gustavo Alatriste

próximas datas