Solaris

de Andrei Tarkovsky

com Natalya Bondarchuk, Donatas Banionis, Jüri Järvet, Vladislav Dvorzhetskiy

  • Solaris | 
  • 167 min | 
  • M/12 | 
  • 1972 | 
  • estreia 11.02.2016

sinopse

Os três últimos residentes da estação espacial Solaris têm enviado misteriosas comunicações ao controlo terrestre. Quando o astronauta e psicólogo Kris Kelvin é enviado para investigar o fenómeno, começa a sentir os mesmos sintomas estranhos que afligem os tripulantes da estação, atirando-o para uma viagem até aos mais sombrios recantos do seu consciente.

  • 1972 | 
  • Drama | 
  • Longa-metragem | 
  • 167 min | 
  • M/12 | 
  • Rússia

estreia 11.02.2016

festivais e prémios

Festival de Cannes 1972 – Grande Prémio do Júri, Prémio FIPRESCI

biografia do realizador

Andrei Tarkovsky (1932-1986) realizou sete longas-metragens que o afirmaram num dos mais importantes realizadores da história do cinema. O seu legado é tal que instituiu uma linguagem e estéticas próprias. Estudou realização em Moscovo, onde realizou o seu primeiro filme, a média-metragem "O Rolo Compressor e o Violino". A sua primeira longa-metragem foi "A Infância de Ivan", que venceu o Leão de Ouro no Festival de Veneza e o afirmou como realizador de referência, estatuto que confirmou ao longo da sua distinta carreira, com filmes como "Andrei Rublev", "Solaris" ou "Nostalgia". 

ficha técnica

Natalya Bondarchuk

Donatas Banionis
Jüri Järvet
Vladislav Dvorzhetskiy


Realização - Andrei Tarkovsky
Argumento - Stanislaw Lem, Fridrikh Gorenshteyn, Andrei Tarkovsky
Director de Fotografia - Vadim Yusov
Montagem - Lyudmila Feyginova, Nina Marcus

Distribuição - Leopardo Filmes

próximas datas