Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz volta a abrir portas a 12 de Junho

O CAE - Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz retoma a programação dia 12 de Junho, e exibe MOSQUITO, de João Nuno Pinto, pela primeira vez nessa noite.

O CAE - Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz retoma a programação dia 12 de Junho, e exibe MOSQUITO, de João Nuno Pinto, pela primeira vez nessa noite. O primeiro filme português a abrir o Festival de Roterdão, leva-nos a Moçambique, em 1917 onde conhecemos Zacarias, um jovem português ansioso por viver grandes aventuras heróicas durante a Primeira Guerra Mundial. Enviado para Moçambique, onde o conflito se desenrola longe dos olhares do mundo, o soldado vê-se abandonado pelo seu pelotão e parte numa longa odisseia mato adentro, à procura da guerra e dos seus sonhos de glória. Escrito por Fernanda Polacow e Gonçalo Waddington, e inspirado em experiências reais vividas pelo avô do realizador João Nuno Pinto, este é um filme de guerra que ultrapassa o género, colocando em diálogo o delírio fantasioso de Zacarias e a amnésia colectiva que marca a História ocidental.


Entre a restante programação estão obras como BACURAU, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles; A CIDADE BRANCA, de Alain Tanner - em cópia restaurada; MARTIN EDEN, de Pietro Marcello; MERVEILLES À MONTFERMAIL, de Jeanne Balibar; e filmes do grande Luis Buñuel.


Ver programa completo.