Notícias

Voltar
  Programa completo >>
18-02-2019

Fins-de-Semana no CInema Monumental

A partir de Março, o cinema MONUMENTAL tem uma programação nova. Como foi anunciado, será uma programação (muito) especial e animada, que ocupará os sábados e domingos da sua sala nobre, o Cineteatro Monumental.

É um programa extenso, onde cada momento é único, onde cada projecção será um acontecimento. Um programa que prima pela qualidade e diversidade, distribuído pelas seguintes secções: ESTREIAS, ANTESTREIAS PARA O PÚBLICO, CINECLUBE, RARÍSSIMOS, REVER, INÉDITOS, DESCOBERTAS e SESSÕES ESPECIAIS com debates e apresentações.

Na secção “ESTREIAS” a programação arranca sábado, 2 de Março, com um filme de culto, uma ópera-rock a preto e branco, um manifesto político contemporâneo cantado a capella. Trata-se da obra mais do realizador filipino Lav Diaz, A ESTAÇÃO DO DIABO, que terá 3 sessões únicas nos fins-de-semana de 2, 9 e 31 de Março.

Também nesta secção, JOHN McENROE: O DOMÍNIO DA PERFEIÇÃO, de Julien Faraut, da selecção oficial da 68ª Berlinale, premiado na 12ª edição do Lisbon & Sintra Film Festival. Arte, obsessão, ego, enigma… “Vertiginoso” para os Cahiers, “espirituoso e inteligente” para a Variety, a antestreia será no domingo, 3 de Março, às 19h45.

Um dos grandes destaques da programação das antestreias vai para CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS, de João Salaviza e Renée Messora, Prémio Especial do Júri - Un Certain Regard na última edição do festival de Cannes. É um mergulho na vida de um casal de Índios do Estado de Tocatins. Uma maravilha a não perder no domingo, 10 de Março, às 18h00, com apresentação e conversa com os realizadores. No contexto desta sessão especial de antestreia, haverá ainda uma sessão de 3 CURTAS de João Salaviza, apresentadas pelo próprio: ARENA (2009), Palma de Ouro em Cannes e RAFA (2012), Urso de Ouro na secção curtas-metragens da Berlinale e ALTAS CIDADES DE OSSADAS (2017).

Outro dos títulos é A PEREIRA BRAVA (Selecção Oficial Cannes, 2018), de Nuri Bilge Ceylan, o maior realizador turco da actualidade, cuja obra tem vindo a ser premiada nos mais importantes festivais. Será exibido em antestreia, no sábado, 16 de Março, às 21h00.

Cada novo filme de Tim Burton é aguardado com ansiedade pelos numerosos fãs do realizador. Programámos a antestreia do seu DUMBO para o dia 24 de Março, às 19h00.

A encerrar esta secção de antestreias, o novo filme de e com Louis Garrel, que teve enorme sucesso crítico e de público em França. Vamos ver L’HOMME FIDÈLE no dia 30 de Março, às 21h30.

Outro dos obrigatórios para quem ainda não teve oportunidade de o ver, é o aclamado e multipremiado ROMA, de Alfonso Cuarón, filme que obteve a unanimidade da crítica e do público, com 10 nomeações para os Óscares, grande vencedor dos BAFTA, para além do Leão de Ouro, no Festival de Veneza, entre outros prémios. Há várias semanas em exibição na sala 4 do cinema Monumental, a única onde em Lisboa pode ser visto na sua plenitude com som 7.1, tem ainda um público potencial que o procura. Estará em exibição nos dias 2,10, 16, 23 e 31 de Março.

Destacamos ainda as secções INÉDITOS, CINECLUBE, RARÍSSIMOS, cujas sessões especiais contarão com a presença de actores, artistas, escritores e outros convidados.

Na secção “INÉDITOS”, o filme FADO MAIOR E MENOR, uma obra maior de Raúl Ruiz por conhecer, pode ser vista no dia 9 de Março, às 17h00; ainda Ruiz, com Proust, no nosso “CINECLUBE”: O TEMPO REENCONTRADO, agora em cópia digital restaurada.

O fim de Março será pontuado por uma sessão especial com Salvador Sobral que, a nosso convite para esta rubrica, escolheu e apresentará PARIS, TEXAS, obra-prima de Wim Wenders, vencedor da Palma de Ouro – Cannes (1984). “A ESCOLHA DE…” Salvador Sobral tem lugar no domingo, 24 de Março, às 15h30.


A secção “REVER” é uma secção repleta de filmes e realizadores premiados que merecem destaque, e cujos filmes precisamos de “rever”. É a esse respeito que trazemos, de Yorgos Lanthimos, com 10 Nomeações para os Oscars por A FAVORITA (em exibição), dois filmes: CANINO, vencedor, em 2009, da secção Un Certain Regard, do festival de Cannes, e Grande Prémio do Estoril Film Festival, que será exibido no dia 2 de Março, às 19h30, e A LAGOSTA, Selecção Oficial Competição, Cannes (2015), no dia 9 de Março, às 14h30.

Também o realizador japonês Hirokazu Kore-eda, que venceu a Palma de Ouro na última edição do festival de Cannes e está nomeado para o Oscar do Melhor Filme Estrangeiro, é outro dos nomes a rever: exibiremos os premiados ANDANDO (2008), no dia 3 de Março, às 17h30, e NINGUÉM SABE (2004), no dia 30 de Março, às 15h00.

Antecipando a estreia do seu novo filme ASH IS PUREST WHITE, de Jia Zhang Ke, exibiremos STILL LIFE, Leão de Ouro em Veneza (2006), no dia 3 de Março, às 15h00 e PLATAFORMA, Selecção Oficial em Competição – Veneza (2000), no sábado 16 de Março, às 15h00. De Lars Von Trier, vamos rever DOGVILLE, Selecção Oficial em Competição – Veneza (2000), no dia 17 de Março, às 15h00; e DANCER IN THE DARK, Palma de Ouro e Prémio para a Melhor Actriz, Björk em Cannes (2000), no sábado, 23 de Março, às 21h30.

De Nuri Bilge Ceylan, e a propósito da estreia do seu novo filme (ver em cima), vamos rever SONO DE INVERNO, Palma de Ouro – Cannes (2014), a 23 de Março às 17h45, e ERA UMA VEZ NA ANATÓLIA, Selecção Oficial Competição – Cannes (2011), no sábado, 30 de Março, às 18h00. A programação de Março fecha com O REI DAS ROSAS, de Werner Schroeter, no dia 31, às 21h30.